quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Sociedade dos Poetas Mortos


"Não lemos e escrevemos poesia porque é bonitinho.
Lemos e escrevemos poesia porque somos membros da raça humana e a raça humana está repleta de paixão.
E medicina, advocacia, administração e engenharia, são objetivos nobres e necessários para manter-se vivo.
Mas a poesia, beleza, romance, amor... é para isso que vivemos."

(Sociedade Dos Poetas Mortos)

domingo, 11 de dezembro de 2011

Verão no lago - Susan Wiggs



É possível superar a magia do primeiro amor? 

Olivia Bellamy é uma das mais talentosas decoradoras de Manhattan. Agora, sua avó quer contratá-la para restaurar um lugar muito importante na história da família: o acampamento Kioga. 
Olivia sabe que terá muito trabalho pela frente, e precisará contratar um empreiteiro para realizar a grande reforma. Porém, o único profissional disponível é Connor Davis, o menino que roubou seu coração em um dos verões no Kioga. Tendo como cenário um acampamento rodeado pelas montanhas Catskills, Verão no Lago é o primeiro livro da coleção Diários do Lago, uma saga sobre os Bellamy, uma família cujo passado precisa ser superado para que juntos possam encontrar a felicidade. Ao utilizar ingredientes como amores perdidos, lembranças da infância, intrigas e redenção, Susan Wiggs cria uma narrativa que, tal qual o lago, espelha a paisagem e a alma de seus personagens a cada página e a cada linha. 



Diários do lago é uma série de livros , já estou lendo o terceiro e quero ler os outros. É uma história linda, emocionante e fascinante que nos prende do início ao fim de cada livro.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Um Amor para Recordar - Nicholas Sparks



Tanto livro quanto o filme são muito bons, emocionantes e inesquecíveis.
Filme:
Em plenos anos 90, Landon Carter (Shane West) é punido por ter feito uma brincadeira de mal gosto em sua escola. Como punição ele é encarregado de participar de uma peça teatral, que está sendo montada na escola. É quando ele conhece Jamie Sullivan (Mandy Moore), uma jovem estudante de uma escola pobre. Com o tempo Landon acaba se apaixonando por Jamie que, por razões pessoais, faz de tudo para escapar de seu assédio.


Livro:
“Cada mês de abril, quando o vento sopra do mar e se mistura com o perfume de violetas, Landon Carter recorda seu último ano na High Beaufort. Isso era 1958, e Landon já tinha namorado uma ou duas meninas. Ele sempre jurou que já tinha se apaixonado antes. Certamente a última pessoa na cidade que pensava em se apaixonar era Jamie Sullivan, a filha do pastor da Igreja Batista da cidade. A menina quieta que carregava sempre uma Bíblia com seus materiais escolares. Jamie parecia contente em viver num mundo diferente dos outros adolescentes. Ela cuidava de seu pai viúvo, salvava os animais machucados, e auxiliava o orfanato local. Nenhum menino havia a convidado para sair. Nem Landon havia sonhado com isso. Em seguida, uma reviravolta do destino fez de Jamie sua parceira para o baile, e a vida de Landon Carter nunca mais foi a mesma.”
Na adaptação feita para o cinema há algumas diferenças da história do livro como o Landon não é tão delinquente quanto no filme, nem é punido e forçado a participar do teatro ele participa porque Jamie após aceitar ir com ele ao baile lhe pede que faça o papel principal da peça que o pai dela tinha escrito .No filme a Jamie tem mais sonhos a serem realizados , sem falar que ela é bem mais bonita na descrição do livro do que a atriz do filme. Também gostei mais do final do  filme, é mais emocionante sem falar do rumo que o Landon dá à sua vida se formando em medicina. Outra diferença foi a profissão do pai do London no filme ele é separado da mâe dele e é médico já no livro seu pai não é separado da mãe mas mora em Washington e é político.
 Vale a pena ler e assistir a esse filme não perca tempo.....









sábado, 26 de novembro de 2011

Prova do Sermão de Santo Antônio aos Peixes

1)Coloque V( verdadeiro) ou F (falso) de acordo com o  sermão:
(    ) O Sermão de Santo António é uma alegoria na medida em que os peixes representam os vícios dos homens.
(    ) Os objetivos fundamentais que qualquer sermão do Barroco pretende alcançar são: ensinar, agradar e influenciar o comportamento do auditório.
(    ) O Sermão de Santo António foi pregado em Lisboa, no dia de Santo António, para festejar o Santo.
(    ) O Sermão de Santo António aos Peixes foi o único sermão escrito por António Vieira.
(    ) No Sermão podemos encontrar marcas características do estilo da literatura do Barroco, nomeadamente o cultismo e conceptismo.
(    ) O Sermão de Santo António aos Peixes é pregado no Maranhão, tendo como intuito a defesa dos direitos dos índios do Brasil, que eram desumanamente explorados pelos colonos.

2) Associe o peixe à coluna de acordo com sua virtude:
1 – Santo peixe de Tobias
2 – Quatro olhos
3 – Rémora
4 -  Torpedo
(    )É pequeno na força mas grande no poder
(    ) O fel( palavras amargas) sara a cegueira e o coração lança fora os demônios.
(    ) Tem um descarga elétrica que faz tremer o pescador.
(    ) Tem dois olhos voltados para cima para vigiarem as aves e dois olhos voltados para baixo para vigiarem os peixes predadores

3)Associe agora os peixes aos vícios:
1 . Roncadores
2. Pegadores
3. Voadores
4. Polvo
(    ) Embora tão pequenos roncam muito ( simbolizam a arrogância e a soberba)
(    ) com aparência de santo é o maior traidores do mar
(    ) sendo pequenos pregam-se nos maiores ( simbolizam o parasitismo)
(    ) sendo peixes também se metem a ser aves (simbolizam a presunção e ambição)

4)O sermão de Santo Antônio aos peixes apresenta:
a) estrutura argumentativa
b)estrutura lírica
c) estrutura narrativa
d) estrutura dramática

5)No sermão de Santo Antônio aos peixes há:
a)um louvor aos peixes para melhor explicitar o elogio aos homens.
b) uma crítica e repreensão aos peixes para melhor explicitar a condenação aos homens.
c)uma repreensão aos peixes para melhor explicitar o elogio aos homens.
d)uma crítica e repreensão aos homens para melhor explicitar a condenação aos peixes.

6) O sermão de Santo Antônio aos peixes foi uma das formas encontradas pelo seu  autor para:
a)chamar atenção para a situação dos índios no Brasil
b)criticar os índios
c)chamar atenção para a situação dos colonos no Brasil.
d)chamar atenção dos portugueses para a situação em que se encontrava a Igreja.

7)A frase bíblica que serviu de base para o sermão foi:
a)Et pluribus unum
b)Dominus vobiscum
c) Cogito, ergo sum
d) Vos estis sal terrae

8)Todo sermão é alegoria porque:
a)os peixes são o contrário dos homens
b)os peixes revelam comportamento que em nada os dignificam
c)os peixes são metáforas dos homens
d)os peixes nem se dignam a ouvir o pregador.

9)O sermão de Santo Antônio aos peixes foi pregado em:
a)Roma
b) São Miguel dos Açores
c) Lisboa
d) São Luiz do Maranhão

10)O orador refere-se a Santo Agostinho porque este:
a)era um dos discípulo de Cristo
b)pregava aos peixes tal como padre Vieira.
c)pregava aos homens quando o padre Vieira pregava aos peixes.
d)tinha imitado Simão Mago.

11)Diga quais recursos foram usados nos fragmentos abaixo:
A. Trocadilho
B. Antítese
C.Metáfora
D. Ironia

(     ) Mas ah sim, que me não lembrava! Eu não prego a vós, prego aos peixes."
(     ) o peixe abriu a boca contra quem se lavava, e Santo António abria a sua contra os que se não queriam lavar.
(      ) Esta é a língua, peixes, do vosso grande pregador, que também foi rémora vossa
(      ) traçou a traição às escuras, mas executou-a muito às claras."

Gabarito
1. VVFFVV
2.( 3) (1) ( 4) (2)
3. (1) (4) (2) (3)
4. A
5. B
6. A
7 D
8. C
9. D
10. B
11. (D) (A) (C) (B)

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Recursos estilísticos de Pe. Antônio Vieira no sermão de Santo Antônio aos peixes

1. Antíteses

"Tanto pescar e tão pouco tremer!"

"No mar, pescam as canas, na terra pescam as varas (...)"

"(...) deu-lhes dois olhos, que direitamente olhassem para cima (...) e outros dois que direitamente olhassem para baixo (...)"

"A natureza deu-te a água, tu não quiseste senão o ar (...)"

"(...) traçou a traição às escuras, mas executou-a muito às claras."

"(...) António (...) o mais puro exemplar da candura, da sinceridade e da verdade, onde nunca houve dolo, fingimento ou engano."

"Oh que boa doutrina era esta para a terra, se eu não pregara para o mar!"

2. Comparações

"Certo que se a este peixe o vestiram de burel e o ataram com uma corda, parecia um retrato marítimo de Santo António."

"O que é a baleia entre os peixes, era o gigante Golias entre os homens."

"(...) com aquele seu capelo na cabeça, parece um monge;
com aqueles seus raios estendidos, parece uma estrela;
com aquele não ter osso nem espinha, parece a mesma brandura (...)"

"As cores, que no camaleão são gala, no polvo são malícia (...)"

"(...) e o salteador, que está de emboscada (...) lança-lhe os braços de repente, e fá-lo prisioneiro. Fizera mais Judas?"

"Vê, peixe aleivoso e vil, qual é a tua maldade, pois Judas em tua comparação já é menos traidor!"

3. Paralelismos e anáforas

"Ou é porque o sal não salga, e os pregadores...;
ou porque a terra se não deixa salgar, e os ouvintes...
Ou é porque o sal não salga, e os pregadores...;
ou porque a terra se não deixa salgar, e os ouvintes...
Ou é porque o sal não salga, e os pregadores...;
ou porque a terra se não deixa salgar, e os ouvintes..."

"Deixa as praças, vai-se às praias;
deixa a terra, vai-se ao mar..."

"Quantos, correndo fortuna na Nau Soberba (...), se a língua de António, como rémora (...)

Quantos, embarcados na Nau Vingança (...), se a rémora da língua de António (...)

Quantos, navegando na Nau Cobiça (...), se a língua de António (...)

Quantos, na Nau Sensualidade (...), se a rémora da língua de António (...)"

"(...) com aquele seu capelo na cabeça, parece um monge;
com aqueles seus raios estendidos, parece uma estrela;
com aquele não ter osso nem espinha, parece a mesma brandura (...)"

"Se está nos limos, faz-se verde;
se está na areia, faz-se branco;
se está no lodo, faz-se pardo (...)"

4. Ironia

Mas ah sim, que me não lembrava! Eu não prego a vós, prego aos peixes."

"E debaixo desta aparência tão modesta, ou desta hipocrisia tão santa (...) o dito polvo é o maior traidor do mar."

5. Metáforas

"Esta é a língua, peixes, do vosso grande pregador, que também foi rémora vossa, enquanto o ouvistes; e porque agora está muda (...) se vêem e choram na terra tantos naufrágios."

"(...) pois às águias, que são os linces do ar (...) e aos linces que são as águias da terra (...)"

"(...) onde permite Deus que estejam vivendo em cegueira tantos milhares de gentes há tantos séculos?!"

" (...) vestir ou pintar as mesmas cores (...)"

"(...) e o polvo dos próprios braços faz as cordas."

6. Trocadilhos

"Os homens tiveram entranhas para deitar Jonas ao mar, e o peixe recolheu nas entranhas a Jonas, para o levar vivo à terra."

"E porque nem aqui o deixavam os que o tinham deixado, primeiro deixou Lisboa, depois Coimbra, e finalmente Portugal."

"(...) o peixe abriu a boca contra quem se lavava, e Santo António abria a sua contra os que se não queriam lavar."

domingo, 20 de novembro de 2011

O Sermão de Santo Antônio aos Peixes




O Sermão de Santo Antônio aos Peixes foi pregado em 13 de Junho de 1654 em São Luís do Maranhão, em 1654, três dias antes de embarcar escondido para Portugal no auge da luta dos jesuítas contra a escravização dos índios pelos colonizadores, procurando o remédio da salvação dos Índios. O sermão revela toda a ironia, riqueza nas sugestões alegóricas e agudo senso de observação sobre os vícios e vaidades do homem, comparando-o, por meio de alegorias, aos peixes.

Critica a prepotência dos grandes, que, como peixes, vivem do sacrifício de muitos pequenos, os quais "engolem" e "devoram". O alvo são os colonos do Maranhão, que no Brasil são grandes, mas em Portugal "acham outros maiores que os comam, também a eles".

Tudo começa com o conceito predicável
“Vos estis sal terrae”
S. Mateus, capítulo V, versículo 13
VÓS SOIS O SAL DA TERRA
Diz Cristo, Senhor nosso, falando com os pregadores

O que é um conceito predicável?
Os conceitos predicáveis são expressões retiradas das Sagradas Escrituras que encerram uma determinada verdade que vai servir  de mote ao sermão.

Por que o nome deste sermão?
·         Homenagem ao Sto Antônio
·         Segue o exemplo do sermão de Santo Antônio que ao tenta converter os hereges e dirige o seu sermão aos peixes.

Objetivos:
·         Pretende agitar as consciências(abrir os olhos), conduzir à reflexão.
·         Pretende evitar o mal e preservar o bem(sal que tenta salgar e preservar)

Estrutura do Sermão
1.    Exórdio – Introdução – Capítulo 1
2.    Exposição e Confirmação – Desenvolver – Capítulos 2, 3, 4 e 5
3.    Peroração – Conclusão – Capítulos 6 e 7

sábado, 19 de novembro de 2011

O Desertor - Silva Alvarenga

Sobre o autor:
Manuel Inácio da Silva Alvarenga nasceu em Vila Rica ( Ouro Preto) em 1749 e morreu no Rio de Janeiro em 1814.
Mestiço de origem humilde.
1771 estuda Direito em Portugal na Universidade de Coimbra.
Foi ativo combatente da tradição escolástica dos jesuítas e da nobreza.
Filia-se à Arcádia Ultramarina com pseudônimo de Alcindo Palmireno.
Um dos mais importantes homens letrados do período colonial brasileiro.

Momento histórico:
O livro foi escrito em 1774.
Século XVIII – século das luzes
Decadência do pensamento Barroco.
Impulso das pesquisas científicas.
A burguesia passa a dominar economicamente o Estado.
Nobreza e Igreja caem em ruína e descrédito.
Racionalidade
Grandes filósofos: Descartes, Voltaire, Diderot, Rosseu...
Valorização do conhecimento científico e da razão.

Em Portugal...
Governo do Marquês de Pombal – ministro do rei Dom José I
Administração marcada por obras reformistas usando o mercantilismo e o iluminismo.
Expulsão dos jesuítas da metrópole e das colônias tirando dos religiosos o comando da educação passando para o Estado.
Criação do Universidade de Coimbra em 1771.
Privilegiou o ensino da língua portuguesa no lugar do latim, utilidade prática das coisas e não a metafísica.

Gênero e Tema
É um poema herói-cômico – narrativa épica com tratamento cômico, satírico.
Sátira aos costumes da época e um elogio ao governo.
Poema narrativo
Tema – vida estudantil (não estudantil) – estudantes fogem de suas responsabilidades e se metem em aventuras.

Estrutura
Modelo clássico de uma epopéia – 3 partes: introdução, narração e epílogo.
Versos decassílabos brancos (sem rimas) embora apresenta musicalidade através de assonâncias e aliterações.
Estruturado em 5 cantos(capítulos)
1439 versos, 70 estrofes.
Estrofes irregulares
Encerra-se com 2 sonetos que louvam Alcindo Palmireno e o rei D José I.
Características Arcades
Imitação do estilo dos poetas clássicos
Combate o rebuscamento barroco.
Busca da simplicidade formal, gosto pela clareza, equilíbrio e eficácia das idéias.
Restaura a naturalidade dos clássicos Virgílio, Ovídio, Teócrito.
Ordem direta dos versos.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Amanhecer Parte 1 - Enfim o Último filme da série



Estréia hoje o tão esperado filme da série.Considerado como o filme mais fiel ao livro da escritora Stephenie Meyer, o longa agradou e emocionou o grupo de cerca de 1.300 fãs brasileiros que assistiu ao filme primeiro, independentemente da faixa-etária. Estou louca pra assistir a esse filme....

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

O amuleto - Nora Roberts



A arqueóloga marinha Tate Beaumont partilha com o pai uma grande paixão pelo mar e pela procura de tesouros. Ao longo dos anos, os dois fizeram muitas descobertas fabulosas. No entanto, uma relíquia tem-lhes escapado - a Maldição de Angelique, um amuleto precioso, cheio de histórias, cujo legado é tenebroso e manchado de sangue. Não há dúvidas de que, se os Beaumont, quiserem encontrar tal tesouro, não conseguirão fazê-lo sozinhos - razão pela qual têm de se unir aos mergulhadores Buck e Matthew Lassiter. Esse o ponto de partida de uma grande aventura e um conturbado romance, no qual a troca de olhares entre Tate e Matthew passeia entre a atração e a desconfiança. Assim, apesar das diferenças, os Beaumont e os Lassiter sabem que a soma de suas habilidades e experiências é a chave para que possam localizar a Maldição de Angelique. Há, no entanto, algumas coisas que Matthew se recusa a partilhar - incluindo a verdade sobre o mistério que envolve a morte de seu pai. Por enquanto, Tate e Matthew são parceiros relutantes - até que o perigo e o desejo comecem a vir à tona.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Gigante de Aço - Um filme futurista emocionante



Um drama futurista envolvendo luta de robôs. Em 2020, o boxe praticados entre humanos foi proibido e robôs humanóides agora dominam o esporte. Charlie (Hugh Jackman) e Max (Dakota Goyo), pai e filho, se unem para treinar um campeão na categoria.





sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Um homem de sorte - Novo livro de Nicholas Sparks



“Mas não estava em outra época e lugar, e nada daquilo era normal. 
Trazia a fotografia dela consigo há mais de cinco anos. Atravessou o 
país por ela.”
“Era estranho pensar nas reviravoltas que a vida de um homem pode dar.
Até um ano atrás, Thibault teria pulado de alegria diante da 
oportunidade de passar um fim de semana ao lado de Amy e suas amigas. 
Provavelmente, era exatamente isso de que precisava, mas quando elas o 
deixaram na entrada da cidade de Hampton, com o calor da tarde de agosto
em seu
ápice, ele acenou para elas, sentindo-se estranhamente aliviado. Colocar
uma carapuça de normalidade havia-o deixado exausto.
Depois de sair do Colorado, há cinco meses, ele não havia passado mais 
do que algumas horas sozinho com alguém por livre e espontânea vontade.
(...)
Imaginava ter caminhado mais de 30 quilômetros por dia, embora não 
tivesse feito um registro formal do tempo e das distâncias percorridas. 
Esse não era o objetivo da viagem. Imaginava que algumas pessoas 
acreditavam que ele viajava para esquecer as lembranças do mundo que 
havia deixado para trás, o que dava à viagem uma conotação poética. 
prazer de caminhar.
Estavam todos errados. Ele gostava de caminhar e tinha um destino para
chegar.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

A Promessa - Richard Paul Evans




"Ela havia perdido todas as esperanças...
Até encontrar um homem que cumpre suas promessas..."


"Enquanto estiver lendo a minha história, há algo que quero que compreenda. Apesar de todo o sofrimento - passado, presente e o que ainda virá -, eu não teria feito nada diferente. Nem trocaria por nada o tempo que passei com ele - exceto pelo que, afinal, eu troquei." Beth Cardall tem um segredo. 

Durante dezoito anos, Beth Cardall não teve escolha senão guardá-lo para si seu segredo, mas, na véspera do Natal de 2008, tudo isso está prestes a mudar. Para Beth, 1989 foi um ano marcado pela tragédia. Sua vida estava desmoronando: sua filha de seis anos, Charlotte, sofria de uma doença misteriosa; seu casamento transformou-se de uma relação aparentemente feliz e carinhosa em algo repleto de traição e sofrimento; seu trabalho estava por um fio e ela perdera totalmente a capacidade para confiar, ter esperanças e acreditar em si mesma. 

Até que, um dia extremamente frio, após atravessar uma nevasca até a loja de conveniência mais próxima, Beth encontra Matthew, um homem misterioso e encantador, que mudaria de uma só vez o curso de sua vida. Quem é esse homem, e como ele parece conhecê-la tão bem? Matthew a persegue incansavelmente, mas somente após se apaixonar perdidamente é que descobre seu incrível segredo, transformando sua forma de ver o mundo, assim como seu próprio destino nessa história de tirar o fôlego sobre como o amor é capaz de mudar todas as nossas perspectivas. 

terça-feira, 18 de outubro de 2011

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Pau Brasil - Oswald de Andrade

Quem foi Oswald ?

  • Nasceu em 11 de janeiro de 1890 em São Paulo – SP
  • Morreu em 1954
  • Um dos principais literatos do modernismo no Brasil
  • Em 1916 deu inicio ao livro Memórias Sentimentais de João de Miramar. Em 1917 conheceu Mario de Andrade e a partir de então, passaram a trabalhar juntos iniciando movimentos que visavam a Semana de Arte Moderna de 1922, que ocorreu em 1922.
  •  No ano de 1924, Oswald lançou na Europa o movimento nativista Pau-Brasil. Para dar continuidade a este movimento, ele fundou, em 1927, a Revista de Antropologia com seu Manifesto Antropofágico.
  • Poesia Pau brasil 
  • Tem o objetivo de resgatar nossa identidade nacional através da literatura.
  • ÒManifesto Pau Brasil:
    Øincorpora elementos da paisagem e cultura nacionais
    ØCrítica contra a erudição
    ØIroniza o tradicionalismo ultrapassado
    ÒSegundo Paulo Prado “A poesia pau brasil é o ovo de Colombo”
    ÒÉ uma descoberta do Brasil feita por Oswald quando viajava pela Europa ( Paris)
    ÒÉ o primeiro esforço organizado para libertação do verso brasileiro.
    ÒAfirma o nacionalismo – rompe laços com a cultura européia.
    ÒEm Pau-Brasil, põe em prática as propostas do manifesto do mesmo nome.
    ÒNa primeira parte do livro, "História do Brasil", Oswald recupera documentos da nossa literatura de informação, dando-lhe um vigor poético surpreendente.
    134 poemas organizados em 9 títulos:
    ÒHistória do Brasil – 23 poemas
    ÒPoemas da Colonização – 15 poemas
    ÒSão Martinho – 15 poemas
    ÒRP1 – 15 poemas
    ÒCarnaval – 2 poemas
    ÒSecretário dos amantes – 1 poema
    ÒPostes da ligth – 22 poemas
    ÒRoteiro de Minas – 28 poemas
    ÒLóide brasileiro – 12 poemas